Arquivo da Tag propaganda

8 músicas que você só conhece porque eles estavam em comerciais de TV

Dirty Vegas — Mitsubishi
 
O britânico Dirty Vegas ganhou um Grammy para Days Go By, em 2003, mas em 2005 eles se separaram.

 
Jet- Apple
 
O iPod da Apple e as silhuetas do iPhone lançaram várias carreiras, entre elas nada mais nada menos do que Jet.

 
Feist – Apple
 
Antes da Apple, as músicas do compositor canadense vendiam cerca de 2.000 downloads por semana. Após o anúncio? Sobiram para 73.000, e saltaram para o número 28 no Hot 100. Não foi apenas 1234 que recebeu um impulso. Seu outro single, The Remainder, teve um grande aumento de downloads também.

 
Yael Naim – Apple
 
Depois deste anúncio, Naïm se tornou o primeiro artista solo israelense a entrar no Top 10 da Billboard.

 
Noah and the Whale – Chips Sun
 
A canção foi lançada originalmente em 2007, mas não obteve sucesso. Após o comercial foi lançado e tornou-se top do top 10 do Reino Unido.

 
Fun – Chevrolet
 
Depois de receber uma atenção através de Glee, We Are Young foi usada em um anúncio do Super Bowl para o Sonic Chevrolet. Em seguida, ele passou sete semanas no topo das paradas e quebrou o recorde de vendas de Eminem.

 
Matt & Kim — Bacardi
 
O duo indie passou para perto de 10 milhões de visualizações no YouTube quando Daylight foi destaque em comerciais, incluindo esta, principalmente, em Bacardi.

 
Babylon Zoo — Levi’s
 
Babylon Zoo Spaceman estreou neste comercial, mas não era apenas a música, era a banda. Graças a este comercial de Levi’s, Babylon Zoo teve a mais rápida venda de um single de estréia por um artista no Reino Unido, vendendo mais de 420.000 cópias em seis dias.

 
Fonte: businessinsider.com
 

21 de Junho – Dia do Mídia

Números do atendimento da Dínamo Engenharia dobram com campanha da Castilho


O dobro de atendimento diários no call center. Acréscimo de 200% na recuperação de créditos. Esses são os resultados da campanha criada pela Castilho para a Dínamo Engenharia, empresa autorizada pela Celpa para negociar débitos de contas de energia elétrica em atraso.
 
A campanha convida os consumidores a ficar em dia com a conta de luz, além de oferecer vantagens na negociação. Para garantir a eficácia da comunicação, a Castilho criou comercial de televisão, busdoors e panfletos com uma linguagem simples e direta. Aliás, fica a dica: se você está em débito com a Celpa, aproveite para negociar com a Dínamo Engenharia.
 

14 milhões de domicílios brasileiros têm TV paga


Com 283,8 mil adições líquidas em abril de 2012, o Brasil fechou o segundo bimestre com quase 14 milhões de domicílios com TV por assinatura. O crescimento registrado representa uma evolução de 2,07% em relação a março de 2012 e 30,98% em relação a abril de 2011. Foram mais de 3,3 milhões de novas assinaturas em 12 meses. Considerando-se o número médio de 3,3 pessoas por domicílio divulgado pelo IBGE, os Serviços de TV por Assinatura são distribuídos, atualmente, para aproximadamente 46,1 milhões de brasileiros.
 
Os serviços de TV por assinatura são prestados utilizando-se de diferentes tecnologias: por meios físicos confinados (Serviço de TV a Cabo – TVC), mediante utilização do espectro radioelétrico em micro-ondas (Serviço de Distribuição de Sinais Multiponto Multicanal – MMDS) e na faixa de UHF (Serviço Especial de Televisão por Assinatura – TVA), e ainda por satélite (Serviço de Distribuição de Sinais de Televisão e de Áudio por Assinatura Via Satélite – DTH).
 
A participação dos serviços prestados via satélite (DTH) atingiu 57,1% da base e a dos serviços a cabo alcançou 41,4% dos assinantes. Em abril de 2011, os serviços DTH representavam 49,2% do mercado nacional e os serviços prestados via cabo possuíam 48,1% de market share.
 
Em abril de 2012, o DTH, com a adição de 234,83 mil assinantes, cresceu 3,0%. O universo de assinantes que recebem os serviços via TV a cabo registrou acréscimo de 57,6 mil novas assinaturas – crescimento de 1,0% em abril. As prestadoras de MMDS, por sua vez, perderam 8,6 mil assinantes no mesmo período, o que representou queda de 4,0% de sua base.
 

A variação na base do serviço TVA é resutado da alteração na metodologia de contabilização das assinaturas por parte de algumas prestadoras. Anteriormente, as prestadoras informavam o número de edifícios assinantes do serviço. Agora, cada unidade é considerada como um assinante.
 
Regiões e Unidades da Federação
 
Enquanto as regiões Nordeste, Norte e Centro-Oeste apresentaram índices de crescimento acima da média nacional, as regiões Sul e Sudeste registraram crescimento inferior. Entretanto, das 3,3 milhões de novas assinaturas registradas nos últimos 12 meses, quase 2,4 milhões ocorreram nas regiões Sul e Sudeste.

Entre as Unidades da Federação, destacam-se o Distrito Federal e os estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Amazonas, Rio Grande do Sul e Santa Catarina, por terem registrado desempenho acima da média nacional, quanto à densidade dos serviços de TV por Assinatura.
 
Fonte: adnews.uol.com.br